• Menu
  • Menu
carteira de motorista internacional

Como tirar carteira de motorista internacional para dirigir no exterior

Fazer uma viagem de carro fora do país é um sonho de muitos. Para garantir que você poderá dirigir no exterior com tranquilidade, venha aprender como tirar carteira de motorista internacional com a gente!

Afinal, até basta levar a CNH em alguns países, mas essa não é a regra. Continue lendo para entender melhor.

Conheça a Permissão Internacional para Dirigir (PID)

Oficialmente, a carteira de motorista internacional é chamada de Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Ela serve para traduzir as informações da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em países estrangeiros. Portanto, não basta levar somente a PID: apresente também a CNH para garantir a validade dos documentos.

Você pode ver todos os países que aceitam a PID no site do Detran RJ. As línguas incluídas na carteira de motorista internacional são:

  • inglês;
  • português;
  • russo;
  • árabe;
  • chinês;
  • e espanhol.

A carteira de motorista internacional é válida por até três anos após a data de emissão. Se a CNH expirar antes disso, a PID também deixa de ser válida.

Carteira de motorista internacional: por que fazer

Se a maioria dos países aceita somente a CNH como documento que comprova a permissão para dirigir, por que tirar a PID? Existem algumas razões:

👉 A PID pode ser pedida na hora de alugar um carro, já que é de interesse da locadora verificar se o motorista está certificado para dirigir no exterior.

👉 A carteira de motorista internacional é uma boa precaução para agilizar a liberação do motorista em caso de acidente. Se você não tiver, provavelmente ficará retido até que o órgão responsável consiga um tradutor juramentado para analisar seu documento.

👉 A PID também facilita a passagem por barreiras de fiscalização, também chamadas de blitz. Com um documento traduzido, as chances de você não despertar a desconfiança dos agentes de trânsito é bem maior.

Como tirar carteira de motorista internacional em 4 passos

O primeiro passo para tirar a carteira de motorista internacional é ter uma CNH válida e que não esteja cumprindo período de suspensão ou cassação, sem quaisquer restrições administrativas ou judiciais.

Depois, é só seguir os passos:

1. Reúna os documentos necessários

A documentação necessária para tirar a PID varia de estado para estado. Então, vale dar uma olhada no site do Detran regional para entender do que você vai precisar.

Mesmo assim, há grandes chances de que vão pedir para você:

  • documento original com foto e CPF + cópia;
  • CNH válida + cópia;
  • passaporte original + cópia;
  • e comprovante ou declaração de residência (conta de água, luz, gás, telefone, rede de internet, TV por assinatura, condomínio ou contrato de locação).

2. Faça a solicitação junto ao Detran

Agora, chegou a hora de formalizar a solicitação da sua PID junto ao Detran. Você tem três opções:

  • ir diretamente em um Centro de Formação de Condutores (CFC);
  • fazer no site do Detran (na seção de Serviços online ou similar);
  • ou fazer no aplicativo do Detran (quando houver).

3. Pague a taxa de emissão

A taxa para tirar a carteira de motorista internacional varia de R$ 65 a R$ 500, dependendo do estado. Se você optar por receber a PID em casa, também precisará pagar o frete dos Correios.

Geralmente, a cobrança será feita em forma de boleto, pagável em bancos credenciados. Mas fique de olho nas especificações do Detran da sua região.

4. Acompanhe o andamento

Geralmente, a PID chega a sua casa ou fica disponível para retirada em até 10 dias úteis após o pagamento da guia. O Detran de alguns estados fornece um link para acompanhar a solicitação em tempo real.

Agora é só planejar a viagem

Com a carteira de motorista internacional em mãos, só resta planejar o trajeto!

Viajar pela Europa é uma opção amada pelos brasileiros, já que há destinos incríveis distantes apenas por algumas horinhas de carro.

As cidades no interior da Inglaterra, por exemplo, são um prato cheio para quem quer aproveitar a cultura britânica fugindo da badalação das grandes capitais.

Agora, se o budget da vez não permite ir tão longe, que tal deixar o PID de lado e descobrir as maravilhas do nosso continente pela estrada?

Com paisagens naturais exuberantes e uma variedade incrível de identidades culturais, o Brasil não perde em nada para destinos estrangeiros. É o caso da Serra Gaúcha, uma região perfeita para conhecer sobre quatro rodas.

Isadora

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.