Salvador: cultura além do futebol

 

Salvador, Copa das Confederações
Salvador não foi a primeira capital do país por acaso. A cidade, recheada de raças e culturas diferentes, oferece uma experiência ímpar aos visitantes. Talvez seja por isso, também, que foi escolhida para sediar três jogos da Copa das Confederações. A paixão pelo futebol, que contagia o Brasil inteiro, não é diferente nas terras baianas: times como o Bahia e o Vitória agitam os estádios da região. E por falar em estádios, a Arena Fonte Nova já está prontíssima para receber o público. Ela foi reaberta em abril após inúmeras obras, e agora possui capacidade para cerca de cinquenta mil torcedores.

Mas quem vai a Salvador para assistir os jogos da Copa não pode deixar de conferir as riquezas da cidade. Sejam elas culturais ou naturais, prometem encantar turistas e proporcionar momentos inesquecíveis. Costumes portugueses, africanos e indígenas formam o local e fazem com que ele seja conhecido em todo o mundo como Terra da Alegria. Veja aqui quais são os principais atrativos dessa belíssima capital.

Atrações turísticas de Salvador

Com tantos atrativos, é difícil saber com certeza qual é o principal ponto turístico da capital baiana. Da Salvador Alta até a Baixa, são inúmeros os locais que devem ser visitados. Começando pela parte Alta da cidade, o destaque é o famosíssimo Pelourinho. O local é Patrimônio da Humanidade pela Unesco e reúne mais de oitocentos casarões dos séculos XVII e XVIII. A concentração de igrejas, museus, restaurantes e lojas é enorme, o que atrai turistas durante todos os dias da semana – mas em especial nas terças-feiras. Nesse dia, os visitantes podem assistir uma missa ao som de batuque na igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Depois, ainda acontecem shows na Escadaria do Passo e no Terreiro de Jesus. No verão, são comuns as apresentações do grupo Olodum. O assédio de guias, vendedores e pedintes pode incomodar alguns, mas a visita vale a pena.

Pelourinho
Pelourinho

Ainda na parte Alta, é possível visitar algumas das mais belas igrejas de Salvador. A cidade, aliás, é conhecida por possuir 365 delas – uma para cada dia do ano. Entre as principais está a Igreja de São Francisco, uma das obras da arte barroca mais belas de todo o país. Ela foi erguida no ano de 1723. São centenas de quilos de ouro enfeitando o altar, além pinturas ilusionistas e uma linda imagem de São Pedro de Alcântara. Já na cidade baixa, a igreja mais famosa é a do Bonfim. Ela pode não ser a mais bonita, mas possui uma fama enorme em função da tradicional “Lavagem do Bonfim”. Tal comemoração é marcada por uma festa que dura o dia inteiro, agitada pelos blocos de afoxé. Nas grades do lugar, foram atadas uma grande quantidade das típicas fitinhas do Senhor do Bonfim, que colorem o cenário e o tornam ainda mais alegre.

Igreja do Senhor do Bonfim e suas típicas fitinhas
Igreja do Senhor do Bonfim e suas típicas fitinhas

Para circular entre as duas partes da cidade, o ideal é utilizar o Elevador Lacerda. Esse marco da capital baiana foi inaugurado em 1872, e propõe aos turistas uma linda visão panorâmica dos principais pontos de Salvador. Ele mede cerca de setenta e dois metros e liga a Praça Tomé de Souza (cidade alta) à Praça Cairu (cidade baixa), onde fica o Mercado Modelo. O monumento foi completamente reformado no ano de 2002, quando ganhou uma iluminação mais adequada e janelas maiores, que mostram as paisagens do cais e do mercado. Os curtos passeios ocorrem em quatro cabines: duas originais e duas feitas na década de trinta, seguindo o estilo art déco. As viagens duram pouco: são aproximadamente trinta segundos até o Elevador chegar em seu destino final. Cerca de vinte mil pessoas utilizam esse serviço diariamente, e ele custa em média R$0,50.

Elevador Lacerda
Elevador Lacerda

Não podemos nos esquecer de outro destaque: as belíssimas praias. Uma das mais famosas da cidade é o Porto da Barra, onde o mar é tranquilo e as águas são mornas. No lugar também estão a Marina de Salvador e o Farol da Barra, um dos cartões postais baianos. Um pouco mais afastadas do centro estão Itapuã, Stella Maris e Flamengo, praias de água limpa e ambiente calmo. Nos arredores, vale a pena conhecer as praias de Trancoso. O local é cheio de mansões, lojas de grife e restaurantes cinco estrelas. Lá, os turistas ainda podem visitar o Arraial d’Ajuda e conferir áreas preservadas de Mata Atlântica, mar de águas mornas e piscinas naturais formadas durante a maré baixa. Quem deseja se hospedar nessa praia pode ficar em uma das mais lindas e luxuosas villas de Trancoso, que conta com uma das melhores vistas para o mar de toda a região.

Farol do Porto da Barra
Farol do Porto da Barra

Algo que também atrai muitos turistas é a enorme incidência de festas religiosas e, é claro, o Carnaval. Durante o ano inteiro, Salvador é agitada pela energia de seus festivais, cheios de música e cultura. Também chamados de Festas de Largo, eles misturam missas, procissões e muita animação. A abertura da temporada fica por conta dos festejos à Santa Bárbara, na qual é distribuído o famoso caruru, feito a base de guisado de quiabo e camarão. A Lavagem do Bonfim também atrai uma multidão: é nela que as baianas limpam com água-de-cheiro as escadarias da igreja. No Dia de Iemanjá terminam as festas, que dão espaço a um pré-Carnaval animadíssimo que contagia as ruas do Rio Vermelho. Depois disso, é época de Carnaval: muita diversão, foliões, trios elétricos e axé.

Carnaval de Salvador
Carnaval de Salvador

Gastronomia Baiana

Não podemos negar: quando o assunto é a culinária da Bahia, a primeira coisa que vem à cabeça é o acarajé. E a fama desses quitutes tem motivo, já que é possível encontrá-los praticamente em cada esquina de Salvador. Mas é no bairro Rio Vermelho que ficam os restaurantes mais famosos da cidade – das baianas Dinha e Regina. E o petisco sai barato: na Casa da Dinha, seis unidades de acarajé com vatapá e salada custam em média R$12,00.

Mas a gastronomia da região vai muito além do acarajé. Os pratos típicos unem ingredientes indígenas, africanos e portugueses. Estes trazem como resultado algumas receitas deliciosas, como bobó, moqueca e caruru. Todos, é claro, com muito azeite de dendê.

Hospedagem

Os hotéis na capital da Bahia são variados, e apresentam preços diversos. Um dos mais procurados é o Hotel Casa do Amarelindo, que fica localizado no centro do Pelourinho. Para mais alternativas, você pode comparar preços e localizações de hotéis em Salvador nesse site.

Transporte

Ônibus
O transporte público em Salvador ainda é uma área um pouco deficiente. A frota conta com mais de dois mil ônibus, que atuam em poucas linhas.

  • Tarifas: de R$2,80 até R$3,00

Metrô
O metrô de Salvador ainda está desativado em razão das obras para a Copa do Mundo. A inauguração está prevista para 2014.

Táxi
Existem diversas empresas operando esse tipo de serviço, como a Teletaxi, Salvador Bahia Táxi e Nosso Táxi. As tarifas de taxi em Salvador podem ser calculadas aqui.

Como chegar na Arena Fonte Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *