Viagem de avião com bebê: dicas para viajar com tranquilidade

Conhecer novos lugares e viver experiências inesquecíveis é ótimo – e em família tudo fica melhor ainda! Porém, uma viagem de avião com bebê requer alguns cuidados com o pequeno para que tudo ocorra bem: nas alturas, a atenção com o filhote precisa ser a mesma, levando em conta alimentação, higiene e outros itens (sem falar na documentação para a viagem).

viajar com bebê

Desanimou? Pode ficar tranquilo; a gente te dá algumas dicas de como ter uma boa viagem e também aponta aqueles itens que merecem cuidado antes mesmo de embarcar no avião.

Preciso de quais documentos para viajar com bebe de avião?

As incertezas envolvendo uma viagem de avião com bebê começam antes mesmo de se embarcar no voo – na verdade, até antes de se comprar as passagens. Afinal, papelada e burocracia é sempre algo confuso, e por isso é comum que os pais não saibam ao certo quais os documentos necessários para viajar com o filho.

Para viagens nacionais (ou seja, de um estado para outro), basta a certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança – ao menos um desses itens é obrigatório, sem ele vocês não viajam! Já para viagens internacionais, o bebê é tratado como um adulto: precisa não só de um documento de identidade, mas também de passaporte válido e, para alguns países, visto e carteira de vacinação.

Também vale ressaltar algumas restrições jurídicas. Menores de 12 anos devem estar acompanhados dos pais ou de pelo menos um parente com mais de 18 anos (portando uma autorização dos pais, nesse caso); se o bebê for viajar com apenas um dos pais, você precisa apresentar uma autorização do pai ausente, e ela deve ser reconhecida em firma.

Qual a idade para o bebê viajar?

A idade mínima para viajar também pode colocar uma pulga atrás da orelha dos pais. Isso pode variar de acordo com a companhia aérea, mas geralmente elas só aceitam crianças com mais de uma semana de vida.

Aqui, porém, vale uma dica: pediatras aconselham esperar que o bebê tenha, no mínimo, 28 dias – e o ideal mesmo é só realizar uma viagem de avião com bebê quando ele completar 3 meses, pois nessa idade seu sistema imunológico está mais desenvolvido.

Quanto custa uma passagem para bebê?

Em viagens nacionais, crianças de até 2 anos de idade, geralmente, podem viajar no colo e não pagam passagem (embora, claro, isso mude de empresa para empresa). Nas viagens internacionais, na maioria dos casos é cobrado um valor de 10% da passagem e a taxa de embarque. Independente do destino, o bebê com essa idade só pode ocupar a poltrona ao seu lado se ela estiver vaga.

Já o bebê com mais de 2 anos paga passagem – ainda que com um desconto que, em algumas companhias, pode ser de até 50%. Por outro lado, ele tem assento garantido. Falando no assento, outra dica importante é acoplar a cadeirinha (aquela usada para os pequenos viajarem de carro) na poltrona, o que garante mais segurança, principalmente em casos de turbulência.

Dicas para viajar com bebê

Documentos na mão, passagem adquirida, tudo pronto, agora é só aproveitar a viagem, certo? Talvez não… Especialmente se for a primeira vez do pequeno, ele pode acabar se incomodando e estranhando o voo (seja pela mudança em sua rotina ou pela pressurização). Para garantir que a viagem de avião com bebê seja agradável para todo mundo, confira algumas dicas:

  • Procure viajar à noite, no horário em que a criança geralmente está dormindo;
  • Não adie troca de fraldas, use o banheiro do avião (alguns até possuem fraldário) para garantir a higiene do seu filhote;
  • 48 horas antes do voo, ligue para o SAC da companhia aérea e informe que você vai viajar com um bebê, pois isso pode garantir vantagens como uma alimentação especial, assentos na primeira fileira, e até a disponibilização de um bercinho;
  • Tenha atenção com o limite de peso da bagagem, pois ele não é maior para quem está levando um bebê;
  • Leve fraldas, lenços umedecidos, papinhas industriais (tenha atenção com a quantidade permitida) e leite em pó (é proibido transportar frascos contendo mais de 100 ml de líquido na bagagem de mão, o leite em pó garante que o pequeno poderá mamar);
  • Quando o avião passar por pressurização, ofereça líquidos ao pequeno – o ato de engolir diminui o desconforto nos ouvidos;
  • Para se precaver aos momentos de birra e choradeira, leve brinquedos (silenciosos) para distrair o bebê.

Seguindo essa dicas e tendo atenção com documentos e normas, você e seu filho terão uma viagem tranquila e agradável!

Compartilhe este artigo

Artigos Recentes

Comente!

© 2017 Guia Viajar. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Powered by WordPress · Designed by Theme Junkie