Santiago – Chile: dicas do que você precisa fazer e visitar

Vista de Santiago do Chile

Fonte: Dicas de Hotéis

A capital chilena é uma das cidades mais bonitas e visitadas da América do Sul, e isso não é por acaso: Santiago consegue unir belezas naturais, muita cultura, vida noturna ativa e preços acessíveis como poucas metrópoles do planeta. Se você está pensando em viajar para o Chile e ainda não fechou o seu roteiro, confira algumas dicas sobre passeios imperdíveis e lugares que você precisa conhecer na cidade.

 

Saiba qual a melhor época para viajar para o Chile

 

Plaza de Armas e Catedral Metropolitana

A Plaza de Armas é considerada o marco zero de Santiago (trata-se do local em que a cidade foi fundada, em 1541, pelo o conquistador espanhol Pedro de Valdívia) e principal praça da capital chilena. Toda essa importância e prestígio se justificam na riqueza visual e de atrações que a Plaza possui. Além de muitas árvores, esculturas, monumentos e amplo espaço para socialização, ela tem grandes construções antigas contrastando com prédios modernos. É um ponto de partida perfeito que já dá o tom de Santiago, apresentando essa cidade que é cheia de cultura, história e, ao mesmo tempo, a agitação de uma grande metrópole.

Plaza De Armas - Santiago do Chile

Plaza De Armas
Fonte: Washington College Of Law

E na própria Plaza fica a Catedral Metropolitana de Santiago, uma das obras mais grandiosas e importantes de todo o Chile, sendo inclusive um dos Monumentos Nacionais do país. Ao bater os olhos na catedral, é praticamente impossível não se surpreender com a arquitetura neoclássica rica em detalhes. E esse visual se estende também no seu interior – com detalhes em ouro, vitrais, diversas estátuas e imagens e lustres. Sem contar a beleza do teto, das pilastras e da arquitetura de forma geral. Vale a pena tirar um bom tempo para apreciar todas as nuances da Catedral de Santiago.

Catedral Metropolitana de Santiago - Santiago do Chile

Catedral Metropolitana de Santiago
Fonte: Wikipédia

 

Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana

O Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana também fica localizado na Plaza de Armas (ou seja, você pode visitá-lo logo após sair da Catedral Metropolitana) e é um dos museus mais atraentes e bem estruturados do Chile. Ele conta com diversas peças que retratam a história e a cultura dos povos indígenas que habitavam a América antes de sua descoberta – como Maias, Astecas, Incas e até mesmo índios da Amazônia.

Museu de Arte Pré-Colombiana - Santiago do Chile

Fachada do Museu de Arte Pré-Colombiana
Fonte: Pinterest

Vale a pena agendar uma visita guiada (o que precisa ser feito com certa antecedência) e assim conferir as melhores atrações do local. O acervo apresenta itens de cerâmica, metal, couro, entre outros materiais, utilizados na confecção de máscaras cerimoniais, lápides, esculturas, instrumentos musicais e muito mais – peças que datam de até 4.500 anos antes da chegada dos espanhóis na América.

Exposições do Museu - Santiago do Chile

Exposições do Museu
Fonte: História Afim

 

Mercado Municipal

Ainda bem próximo da Plaza de Armas fica o Mercado Municipal, parada essencial para quem deseja conhecer os principais pontos da capital chilena e também para quem adora peixes e frutos do mar. Por fora, o local conta com uma atraente arquitetura no estilo neoclássico italiano; por dentro, tem o clima típico de um mercado público, com muita movimentação, diversos restaurantes e bancas, além de contar com uma mistura de aromas e sabores.

Arquitetura do Mercado Municipal - Santiago do Chile

Arquitetura do Mercado Municipal
Fonte: Entre Pratos e Copos

É preciso ter atenção com os preços – os restaurantes mais badalados costumam ter uma grande diferença para os demais – e estar disposto a aguentar toda a atenção dos garçons, que farão de tudo para chamar sua atenção. Quem não é muito fã de frutos do mar pode dar uma passada rápida apenas para conhecer o local; já quem adora essa gastronomia precisa provar um dos pratos típicos do Chile, a centolla (um caranguejo gigante).

O interior do Mercado - Santiago do Chile

O interior do Mercado
Fonte: Flickr

 

Palácio de La Moneda

A sede do governo chileno é o Palácio de La Moneda, construção que data de 1743, e abriga também o Ministério do Interior, a Secretaria Geral da Presidência e a Secretaria Geral do Governo. Além de muita beleza arquitetônica, o prédio conta também com muita história: já foi a Casa da Moeda chilena e o principal palco do Golpe de 1973 que colocou Pinochet no poder, quando o Palácio chegou a ser bombardeado. Uma boa dica é agendar uma visita guiada ao Palácio para saber mais sobre toda essa história e, se possível, presenciar a Troca da Guarda do Palácio, que ocorre a cada dois dias.

Palácio de La Moneda - Santiago do Chile

Palácio de La Moneda
Fonte: Expedia

 

Museu Nacional de Bellas Artes

Quem ama roteiros culturais vai adorar Santiago, e um dos principais motivos é justamente o Museu Nacional de Bellas Artes. Um dos Monumentos Nacionais do Chile, esse museu foi construído com o objetivo de reunir em um só lugar obras de diversos estilos que antes estavam espalhadas em vários órgãos públicos. O resultado é um prédio que impressiona por fora, com sua arquitetura repleta de medalhões, alegorias e esculturas, e encanta por dentro.

Museu Nacional de Bellas Artes - Santiago do Chile

A imponência do Museu Nacional de Bellas Artes
Fonte: Host Tonight

Com entrada gratuita (sempre um ótimo diferencial!), o Museu Nacional de Bellas Artes tem um acervo com milhares de peças que traz esculturas, pinturas, fotografias, desenhos, entre outros, divididos entre exposições fixas e temporárias, trazendo artistas chilenos e também do restante do mundo.

interior do museu de bellas artes - Santiago do Chile

Museu tem esculturas, pinturas e muito mais
Fonte: Site oficial do Museu Nacional de Bellas Artes

 

Casa Museo La Chascona

Ainda dentro das dicas de roteiros culturais, uma parada obrigatória para quem ama literatura é visitar a La Chascona, uma antiga casa do poeta chileno Pablo Neruda (vencedor do Nobel de Literatura) que foi transformada em museu. O local visa recriar o lar de Neruda, e para isso conta com móveis, objetos antigos, uma pinacoteca, uma coleção de artigos africanos que era do escritor e outros itens. Um dos pontos positivos da Casa Museo La Chascona é a disponibilidade de um áudio-guia em português.

Casa Museo La Chascona - Santiago do Chile

Casa Museo La Chascona
Fonte: Day Tripper

 

Bairro Bellavista

O bairro Bellavista (no qual, inclusive, fica localizado a La Chascona) é famoso por sua vida noturna e grande presença de restaurante e bares. Essa é, sem dúvida, a principal atração da região, especialmente o Pátio Bellavista, uma plataforma com uma variedade de restaurantes de qualidade. Já durante o dia, vale conferir as lojas de artesanatos e as ruas coloridas que combinam prédios antigos e grafites modernos.

Restaurante no bairro Bellavista - Santiago do Chile

Restaurante no bairro Bellavista
Fonte: Escape

 

Vinícolas (Concha y Toro)

O Chile é mundialmente conhecido pela qualidade dos seus vinhos, portanto, uma paradinha em algumas das principais vinícolas do país é um roteiro fundamental para quem deseja conhecer as atrações turísticas chilenas. A dica é optar pela vinícola Concha y Toro, a mais famosa do Chile. Em um passeio guiado, é possível conhecer os jardins e o parque localizados na propriedade, o vinhedo de Pirque Velho, visitar as bodegas e, claro, degustar muito vinho da melhor qualidade.

Vinícola Concha y Toro - Santiago do Chile

Vinícola Concha y Toro
Fonte: Concha y Toro

 

Cerro Santa Lucia

Em tempos de selfie, uma viagem inesquecível não está completa se não render ótimas fotos. Para esse propósito, não há lugar melhor do que o Cerro Santa Lucia, um morro localizado próximo do centro da cidade, que possui praças e mirantes.

Terraza Neptuno, no Cerro Santa Lucía - Santiago do Chile

Terraza Neptuno, no Cerro Santa Lucía
Fonte: Meus Roteiros de Viagem

O local rende ótimas fotografias, tanto do ambiente em si – como no Terraza Neptuno, área com uma bela fonte – como da cidade de Santiago vista do alto, no mirante que fica no topo do Cerro Santa Lucia. É possível ter uma vista panorâmica da capital com a Cordilheira dos Andes ao fundo na paisagem.

Vista do Cerro Santa Lucia - Santiago do Chile

Vista do Cerro Santa Lucia
Fonte: Um Viajante

 

Viajar para a Cordilheira dos Andes e Valle Nevado

A última dica não fica propriamente em Santiago, mas é permitido uma licença nessa lista, afinal de contas, não se trata de qualquer dica: faça uma visitinha à Cordilheira dos Andes! Uma das belezas naturais mais grandiosas do planeta, a cordilheira é sem dúvida uma parada obrigatória para quem viaja ao Chile.

Os Andes ao fundo - Santiago do Chile

Os Andes ao fundo de Santiago
Fonte: Pinterest

E aproveitando esse roteiro, vale também aproveitar a neve dos Andes e praticar esportes radicais (como o esqui e o snowboard). Para isso, uma opção que costuma agradar os turistas é o resort Valle Nevado, que possui estrutura aconchegante e ótima localização, bem próximo das montanhas.

Resort Valle Nevado - Santiago do Chile

Resort Valle Nevado
Fonte: Point Da Neve

Descubra 8 destinos na América do Sul que você tem que conhecer

Como você deve ter percebido pelas dicas, Santiago é uma cidade tão rica quanto diversificada; tem atrações para todos os gostos, desde quem adora um programa cultural até quem procura por esportes radicais ou badalação. Independente do seu estilo, a capital chilena tem tudo para ser um ótimo destino em uma viagem verdadeiramente inesquecível. Agora é só definir seu roteiro, fazer as malas e aproveitar!

Compartilhe este artigo

Artigos Recentes

Comente!

© 2017 Guia Viajar. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Powered by WordPress · Designed by Theme Junkie