Cancún: o melhor do Caribe mexicano

Com belas praias e temperaturas elevadas durante todo o ano, Cancún rapidamente se transformou no destino mais visitado do México. A natureza e a modernidade dos hotéis “all inclusive” tornam a ilha um paraíso, tanto para quem quer tranquilidade quanto para quem está procurando agitação. As boates e lojas de grifes internacionais estão presentes por toda parte, bem como atrações históricas – como Chichén Itzá.

A orla de Cancún.
A orla de Cancún.

A areia branca, as palmeiras e os mares esverdeados compõem um cenário perfeito para banhistas, surfistas e mergulhadores das mais diversas partes do mundo. Destinos próximos, como Cozumel, Tulum e Isla Mujeres, completam o passeio, tornando a estadia no local variada e divertida. Confira nesse artigo alguns dos principais pontos e passeios de Cancún.
 

Atrações turísticas

Cancún e sua zona hoteleira são completamente voltadas para o turismo. Por isso, embora as praias sejam públicas, o acesso à elas é quase sempre feito de dentro de um hotel. Se você estiver hospedado em um deles, pode aproveitar a programação do próprio estabelecimento. Mas não deixe de conferir a maravilhosa orla do local, uma estreita faixa de areia comprimida entre a laguna Nichupté e o mar. Parte da Riviera Maia, o cenário é perfeito para quem deseja tomar um banho de sol,um banho de mar ou apenas aproveitar a linda vista. Se você não for hóspede de um dos hotéis, ir a praia pode se tornar um pouco mais complicado – mas não é impossível. É bom lembrar que não existem bares ao longo da orla, apenas dentro dos “all inclusive”. Vá prevenido, com água e algum lanche.

Ir ao Xcaret ou ao Xel-Há, dois dos principais parques temáticos do México, é quase obrigatório. A diversão nesses locais é garantida, principalmente para quem vai praticar snorkeling em rios subterrâneos ou nadar com golfinhos e tubarões. No Xcaret, há ainda um espetáculo noturno, que mostra um pouco dos costumes mexicanos. Outro meio de conhecer o lugar de uma maneira diferente é comprando pacotes de agências como a Aquaworld. Com eles, é possível praticar esportes aquáticos e passear de lancha pela laguna Nichupté. Um dos mais conhecidos é o Atlantis, que dá direito a um passeio de aproximadamente duas horas em um barco com fundo de vidro, pelo qual é possível observar as diferentes espécies de peixes e os corais existentes no mar caribenho.

No Xcaret, turistas podem nadar com golfinhos.
No Xcaret, turistas podem nadar com golfinhos.

Também não deixe de conhecer as ruínas de Tulum e Chichén Itzá, antigas construções do povo Maia. A primeira não é famosa apenas por sua história, mas também por sua maravilhosa localização. Esse antigo porto Maia ficava em frente a uma das mais belas praias do México, de águas cristalinas e areias brancas. A entrada no parque custa US$5, e a dica é aproveitar para dar um mergulho no final da visita. Já Chichén Itzá era a capital do império dos Maias, e hoje é uma das novas maravilhas da humanidade. O principal ponto é a Pirâmide de Kukulcán, o templo principal. Duas vezes por ano, as sombras da construção reproduzem a imagem de Kukulcán, a serpente plumada. Para entrar no local é preciso pagar US$13. É preciso levar uma garrafa de água e ir ao local com roupas confortáveis, pois o calor é intenso.

Pirâmide de Kukulcán, no sítio arqueológico Chichén Itzá.
Pirâmide de Kukulcán, no sítio arqueológico Chichén Itzá.

 

Vida noturna

Quem vai a Cancún se depara com uma vida noturna extremamente agitada e cheia de opções para quem quer aproveitar, se divertir e conhecer pessoas de todos os cantos do mundo. Ao longo da Avenida Tulum e do Boulevard Kukulcán, existem diversos restaurantes, bares, pubs e, é claro, boates dos mais variados ritmos. Dentre elas, as mais famosas são a Coco Bongo, a Basic, a Dady’O, a Bulldog e a Sweet Club. Dependendo da época do ano, as entradas e o transporte podem ser caros, ficando em torno dos US$60. Quem não quer gastar tanto pode aproveitar as boates dos hotéis, animadas ao som da música caribenha.

Outra boa dica é procurar um bar. Grandes redes encontram-se em Cancún, e alguns dos mais famosos e frequentados o All Star Café, o Planet Hollywood e o Hard Rock Café. Neles, é pago somente o que for consumido, sem valores para entrada.
 

Compras

Cancún é um ótimo destino para quem quer comprar itens de marcas famosas por um preço bem mais baixo do que em lojas brasileiras. Shoppings como o La Isla, o Plaza Caracol e o Plaza Las Américas são enormes e oferecem ótimos produtos. Uma das melhores opções é o Plaza Kukulkán e sua extensão chamada Luxury Avenue. Lá é possível comprar roupas, sapatos, perfumes, acessórios e eletrônicos de grifes e marcas internacionais.

Luxury Avenue, um dos melhores pontos para quem quer fazer compras.
Luxury Avenue, um dos melhores pontos para quem quer fazer compras.

Quem deseja comprar artigos mexicanos e artesanato pode procurar um dos vários outlets, espalhados ao longo da Zona Hoteleira. No mercado de artesanato local, os visitantes podem negociar os preços e comprar itens bem mais baratos.Nos shoppings citados acima, também é possível encontrar lembrancinhas e souvenires, especialmente no Plaza Caracol.
 

Quando visitar

Em Cancún, a alta temporada vai do final de dezembro até meados de abril. Nessa época, as prais e hotéis lotam, e os preços ficam bem mais altos. O resto do ano é considerado baixa temporada, na qual os valores de hospedagem e a quantidade de turistas diminuem bastante. Porém, evite visitar o destino entre o começo de junho e o começo de novembro, época em que a ilha está na rota dos furacões.
 

Onde ficar

Como Cancún oferece uma extensa lista de resorts e hotéis “all inclusive”, pode ficar difícil de escolher a melhor opção. Porém, um dos mais recomendados é o Westin Resort and Spa, com uma das melhores infraestruturas da Zona Hoteleira. Dentro dele, são variadas as atividades de lazer. O spa de luxo, as quatro piscinas e a praia privativa convidam o hóspede a relaxar, aproveitando algumas das maravilhas do local. Além disso, podem ser utilizadas quadras de tênis, equipamentos para esportes aquáticos e uma extensa academia. Lá, as diárias custam cerca de R$200 – mais baratas que as de maior parte dos outros resorts.

Para comparar preços e encontrar outras opções, visite este site com promoções de hotel em Cancún.
 

Outras dicas e informações:

  • O idioma falado em Cancún é espanhol, mas na Zona Hoteleira o inglês também é bastante utilizado. Mas tome cuidado: na hora de comprar artesanatos e lembranças do local, fale espanhol (mesmo que enrolado). Os vendedores costumam cobrar mais dos americanos.
  • Se quiser fazer refeições fora do hotel, aproveite os pequenos restaurantes ao longo do Boulevard Kukulcán. Neles, é possível experimentar o melhor da comida mexicana por cerca de US$10.
  • A moeda oficial é o peso, mas os dólares também são bastante aceitos (embora o troco venha, geralmente, em moeda mexicana).
  • Para visitar Cancún, não é necessário o visto.
  • Para entrar no país, é preciso ter um passaporte válido por, pelo menos, seis meses.
  • Para maiores informações, visite o site oficial de turismo em Cancún.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *