O que fazer em Buenos Aires em 5 dias

A capital da Argentina é um dos destinos prediletos de quem quer conhecer um pouco mais da América do Sul – e não é à toa. Além de ser economicamente mais viável do que destinos na Europa, por exemplo, viajar para Buenos Aires é garantia de um passeio repleto de cultura, pontos turísticos e compras.

Preparamos um roteiro de 5 dias com as principais atrações da cidade para você saber o que fazer em Buenos Aires.

Foto panorâmica de Buenos Aires

 

1º Dia – Visite os principais pontos turísticos

Conhecer os principais pontos turísticos e marcos da cidade pode representar um pouco de correria e tempo de espera em filas – especialmente se você viajar em períodos de alta temporada. Mas, vale a pena porque esses pontos são clássicos e quase “obrigatórios” para quem quer conhecer a cidade.

Casa Rosada

Localizada na famosa Avenida 9 de Julio, a sede do governo argentino é um dos principais pontos turísticos do país. Não apenas por sua representatividade ou bela arquitetura e fachada, mas porque o palácio conta com um museu – mas atenção: ele só fica aberto à visitação aos domingos. Outra opção é o Museu do Bicentenário da Independência, que fica atrás da Casa Rosada.

Casa Rosada - Buenos Aires

Casa Rosada

Durante o passeio, vale ficar uns minutos na Plaza de Mayo admirando a beleza da cidade e do parque. Uma das principais vantagens de iniciar seu roteiro pela Casa Rosada é a localização próxima a outros pontos turísticos. Quem gosta de caminhadas pode conferir vários marcos turísticos da região passeando a pé.

 

Obelisco em Buenos Aires

Obelisco em Buenos Aires

Obelisco

Erguido para marcar os 400 anos da capital portenha, o Obelisco de Buenos Aires também fica na Avenida 9 de Julio. É uma visita rápida e agradável. Além de impressionar por seu tamanho e arquitetura simples e imponente, o marco também é frequentemente usado como ponto de encontro para manifestações populares, carregando assim muita História.

Igreja Catedral Metropolitana e El Cabildo

Dois pontos históricos também localizados na Avenida 9 de Julio que valem uma visita, mesmo que rápida. A Catedral Metropolitana é a mais importante igreja da capital. Por fora, conta com uma mistura de estilos arquitetônicos (devido às diversas reconstruções). No interior, a igreja também encanta: há estátuas históricas do século XVIII.

A região da Plaza de Mayo pode ser chamada de centro histórico e político de Buenos Aires (todos os pontos citados até agora ficam nessa região), e o Cabildo de Buenos Aires pode ser considerado talvez o prédio mais importante dessa área: nele foi declarada a  Revolução de Maio de 1810 que iniciou o movimento de independência da Argentina.

Cabildo de Buenos Aires

Cabildo de Buenos Aires

Café Tortoni

Para fechar o dia com calma e tranquilidade, dê uma passada pelo Café Tortoni. Além de ser um prédio histórico – fundado em 1858, é o café mais antigo de Buenos Aires -, conta com ótima comida e apresentações noturnas de tango em seu subsolo.

Café Tortoni - Buenos Aires

Café Tortoni

2º Dia – Conheça os bairros

Para realmente conhecer uma cidade e seu povo, não basta visitar os pontos turísticos, mas conhecer as ruas e as pessoas que trazem vida à cidade. Por isso, a dica é reservar o segundo dia do roteiro para conhecer alguns dos principais bairros de Buenos Aires, repletos de cor, cultura e atrações comerciais, culturais e histórias.

Como o deslocamento nessa parte do roteiro será maior, indicamos aqueles bairros e locais essenciais para você conhecer um pouco mais da capital portenha – a boa notícia é que tanto os táxis quanto o Subte (o metrô) são acessíveis e baratos.

La Boca

La Boca

La Boca e La Bombonera

As ruas do bairro La Boca são um verdadeiro cartão postal de Buenos Aires com suas casas coloridas e ruas repletas de cultura, onde você encontra comércios, souvenires, espetáculos de tango e quadros expostos.

Para quem gosta de futebol, o bairro tem outra grande atração: o estádio La Bombonera, do Boca Juniors, maior time de futebol da Argentina. Vale conferir o museu multimidia La Pasión Boquense, localizado abaixo das arquibancadas do estádio.

San Telmo

Depois do bairro mais famoso, o mais antigo. San Telmo é conhecido por ser mais tranquilo, indicado para quem quer conhecer o povo argentino com calma. O bairro tem ótimas opções de lazer e comércio, é repleto de cafés e casarios coloniais onde é possível saborear um vinho argentino e dançar tango.

Sua principal atração é a feira de artesanato realizada todos os domingos, há mais de 40 anos, na Calle Defensa. Vale também uma passada pelo Mercado de San Telmo.

San Telmo Buenos Aires

San Telmo

Recoleta

O bairro Recoleta é um dos mais bonitos da capital argentina. Na Avenida Alvear, há palácios históricos com arquitetura ao estilo francês e lojas de grifes; na Plaza Francia você encontra modernidade e história lado a lado com o shopping Buenos Aires Design e o Centro Cultural Recoletaç. No bairro também fica o Cemitério Recoleta (onde está o mausoléu de Evita Perón) e a Basílica Nuestra Señora del Pilar.

Cemitério Recoleta Buenos Aires

Cemitério Recoleta

Aproveite para fotografar a Floralis Generica, escultura moderna de uma grande flor que fica localizada em um amplo e belo parque. Ela possui uma característica interessante: na manhã, a escultura abre suas pétalas e as fecha à noite.

Palermo

Para terminar o dia, uma passada pelo maior, mais badalado e descolado bairro de Buenos Aires. Palermo é dividido em quatro partes: Palermo Chico, Bosques de Palermo, Palermo Soho e Palermo Hollywood. Os principais pontos são os Bosques e Palermo Hollywood – já Soho é um destino indicado para quem ama moda, pois é o centro fashion da cidade.

Bosques é um imenso parque que conta com cerca de 80 hectares de bosques com mais de cem anos de idade. O parque tem dois lagos artificiais rodeados por vegetação, com aves e plantas aquáticas, e é uma ótima opção de descanso e lazer tranquilo no fim da tarde e início da noite.

Bosques de Palermo

Bosques de Palermo

Palermo Hollywood é conhecido por escritórios de canais de TV e produtores de cinema e  por sua atividade noturna, repleta de muitas opções de lazer e diversão, como restaurantes, bares e boates.

3º Dia  – Descubra a cultura da cidade

Além de ser uma cidade repleta de vida e cultura em suas ruas, monumentos e estabelecimentos comerciais, Buenos Aires também tem opções para consumir cultura de uma forma mais “tradicional”, com grandes museus e teatros. Confira os principais.

Malba (Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires)

O Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires foi criado em 2001 por um colecionador chamado  Eduardo F. Costantini e abriga algumas das principais obras da cultura latino-americana.

Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires

Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires

O Malba é um “um espaço destinado a coleção, conservação, estudo e difusão da arte latino-americano desde princípios do século XX até a atualidade”. O museu possui obras de Cândido Portinari, Tarsila do Amaral, Frida Kahlo e outros.

Museo Nacional de Bellas Artes (MNBA)

Se você gosta de apreciar obras não apenas de artistas latino americanos, mas de todo o mundo, pode visitar o Museu Nacional de Belas Artes. Com entrada e visita guiada francas, você pode conferir obras de artistas como Van Gogh, El Greco, Camille Pissarro, Monet e mais.

Museu Nacional de Belas Artes

Museu Nacional de Belas Artes

Teatro Colón

Quem aprecia um bom espetáculo precisa passar pelo Teatro Colón, um dos cinco melhores do mundo com relação à acústica. Isso garante óperas e peças com ótima qualidade, além de muito conforto para os espectadores.

Teatro Colón Buenos Aires

Teatro Colón

A dica é agendar uma visita guiada (o que deve ser feito com certa antecedência). Assim você conhece detalhes do interior do teatro, como o saguão principal e os vitrais.

4º Dia: Explore pontos alternativos

No penúltimo dia de sua estadia, explore pontos, locais e atrações alternativas da cidade. Volte até os bairros que você mais gostou e explore novos cafés, comércios e eventos culturais. Além disso, você pode conhecer novos lugares próximos a Buenos Aires, como o Delta do Tigre.

Delta do Tigre

O município de Tigres fica 33Km ao norte de Buenos Aires, localizado às margens dos rios Tigre e Luján, e conta com uma série de pequenas ilhas repletas de fauna e flora. Vale a pena esticar a viagem um pouco até lá e embarcar em um passeio turístico pelas águas do Delta do Tigre – um conjunto de rios.

Delta do Tigre

Delta do Tigre

Além de proporcionar uma ótima vista das belezas naturais de Tigres, esse tipo de roteiro turístico também passa por locais como o Museu Naval, o Museu de Artes Tigre e por vários dos clubes e parques presentes nas ilhas, lugares perfeitos para uma tarde de piquenique e tranquilidade.

5º Dia – Faça compras no Puerto Madero

No último dia em Buenos Aires, aproveite para fazer (ainda mais) compras. Para isso, não há lugar melhor do que o bairro de Puerto Madero. Nele você encontra lojas, escritórios e restaurantes de marcas e franquias famosas em todo o mundo, além de diversas outlets e até um cassino flutuante.

Buenos Aires Puerto Madero

Puerto Madero

Mas claro que também há cultura e história nas ruas de Puerto Madero – literalmente. Todas as ruas do bairro foram nomeadas em homenagem a mulheres famosas em áreas como ciência, política e artes. Aproveite sua estadia no bairro para provar o clássico (e delicioso) churrasco argentino e se impressionar com a Puente de la Mujer, que se move 90° para dar acesso aos barcos que ancoram no porto.

 

Tem mais dicas para quem vai visitar Buenos Aires? Deixa aí embaixo nos comentários!

Compartilhe este artigo

Artigos Recentes

Comente!

© 2017 Guia Viajar. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Powered by WordPress · Designed by Theme Junkie