Gestante pode viajar de avião?

gestante esperando avião no aeroport

Fonte: Chicago Tribune

Além de todas as questões e cuidados que envolvem a gravidez (como exames, alimentação, hábitos, cuidados com a saúde etc), outra dúvida bastante comum nas gestantes é com relação às viagens de avião – pode ou não? A boa notícia é que estar esperando um bebê não impede que você conheça o mundo; no entanto, algumas orientações precisam ser seguidas. Neste post, respondemos dúvidas e elencamos algumas dicas sobre como é viajar durante a gravidez.

 

Período em que uma grávida pode viajar de avião

Embora uma gestante possa viajar de avião com segurança (tanto para ela quanto para o bebê), é fundamental seguir alguns conselhos médicos com relação ao período de gestação em que essa viagem é permitida:

  • os médicos aconselham que mulheres só peguem um avião se estiverem entre o terceiro e sétimo mês de gestação (ou seja, entre a 28ª e a 32ª semana de gravidez). No caso de quem está esperando gêmeos, o indicado é até a 28ª semana;
  • lembre-se de calcular com quantas semanas de gestação você estará quando viajar de volta;
  • isso porque antes do terceiro mês o feto ainda está com sua formação em um estágio muito inicial e a partir do sétimo mês há o risco de um parto prematuro.

Porém, isso não significa, necessariamente, que você precisa parar de conhecer novos lugares ou visitar entes queridos conforme a gravidez vai chegando ao fim. Na maioria das companhias aéreas é permitido que mulheres com até 36 semanas de gestação viagem – mas é comum que nesses casos as empresas solicitem um atestado médico. No entanto, fique atenta porque a quantidade de semanas pode variar de uma de companhia para a outra, portanto, informe-se sobre isso antes de comprar a passagem.

a partir de 36 semanas, as companhias ficam mais restritas (devido à possibilidade da mulher entrar em trabalho de parto no ar) e por isso costumam exigir que um médico esteja presente na viagem. Por outro lado, é seu direito ter prioridade em assentos no corredor (que facilitam a ida ao banheiro, por exemplo).

 

Confira nosso Manual do Viajante!

 

Dicas para uma viagem mais confortável

Mas não são apenas as restrições e orientações das companhias aéreas que precisam ser levadas em conta. Você também deve considerar as orientações do seu médico, o histórico da sua gestação (se ela tem sido tranquila ou, então, pontuada por complicações), a real necessidade do voo (afinal, o indicado na gravidez é ter o máximo de repouso possível) e, claro, as necessidades que uma grávida normalmente tem. Veja algumas dicas:

  • consulte o seu obstetra antes de viajar e informe-se se há algum risco, se são necessários alguns cuidados extras etc;
  • como você já viu, é importante escolher um assento no corredor para poder ir ao banheiro com mais comodidade e, se possível, pagar um pouco mais por uma poltrona mais espaçosa;
  • uma dica simples e muito eficiente para ajudar na circulação sanguínea e diminuir o inchaço é utilizar meias elásticas de média compressão durante o voo;
  • com esse mesmo propósito, faça exercícios com as pernas enquanto estiver sentada e caminhe um pouco se o voo for longo;
  • grávidas ficam desidratadas facilmente (com todas aquelas idas ao banheiro), portanto beba muita água;
  • evite ingerir alimentos que produzam gases e beber líquidos diuréticos (como chá, café e bebidas com cola).

 

E depois que o seu filhote nascer? Veja como viajar com bebê!

 

Viu só como é possível, sim, viajar estando grávida e, mais do que isso, fazer um trajeto tranquilo e sem riscos apenas tomando alguns cuidados simples? Você não precisa se privar de conhecer lugares incríveis e, assim, ter muitas histórias para contar ao seu filhinho que está chegando!

Compartilhe este artigo

Artigos Recentes

Comente!

© 2017 Guia Viajar. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Powered by WordPress · Designed by Theme Junkie